Explorando e melhorando a mobilidade das pessoas por meio de Big Data

Ao longo da primeira semana de Dezembro, o projecto Safari Njema da Universidade Politécnica de Milão alcançou um dos grandes objetivos que se tinha preposto. Em colaboração estreita com a Universidade Eduardo Mondlane, foi dado um módulo didático altamente interdisciplinar sobre a mobilidade sustentável através dos big data. Urbanistas, matemáticos, informáticos, especialistas de análise de dados, engenheiros, data visualizers juntaram-se para poder servir e interagir com um público de estudantes, professores, policy makers de Moçambique. Gostaríamos de partilhar o produto desta iniciativa com o Observatório de Mobilidade e transporte. Irão apreciar que os 4 módulos seguiram o percurso da metodologia do projecto. Desde a contextualização do problema passando pelo estudo de análises de redes e da gestão de dados complexos até à visualização. Em tão pouco tempo foi possível dar uma introdução à estes argumentos. A ideia básica era propriamente mostrar a sinergia entre diferentes disciplinas, métodos e acções. Mostramos ao final o resultado de um breve inquérito que foi submetido aos participantes. Na discussão final do curso, foi muito importante ouvir que o que se apresentou fomentou ideias e projetos e novas redes foram criadas.

representação de viagens de ligação entre bairros da cidade de Maputo

O curso foi organizado ao redor de 4 módulos:

MÓDULO 1_A relevância do big data nos processos de decision making ao nivel urbano.
Os big data podem gerar conhecimentos avançados e aprofundados sobre a mobilidade de pessoas e bens, especialmente quando se trata de fenômenos complexos e por isso dificeis de medir. O tamanho e a tipologia de dados hoje disponiveis oferecem novas oportunidades às administrações públicas e decisores políticos, mas ainda existem muitos desafios relacionados com a privacidade dos usuários, custos de dados a, qualidade e o acesso. O módulo visa fornecer aos alunos uma compreensão crítica das potencialidades e riscos dos big data na análise urbana, passando da literatura sobre o tema até à chegar a estudos de caso reais. Também fornece uma apresentação da interação entre mobilidade e planeamento urbano através do caso da Área Metropolitana de Maputo.

MÓDULO 2_Desafios metodológicos analíticos relevantes levantados pelo Big Data.
No campo das políticas de mobilidade, os dados gerados por telefones celulares provaram ser fontes úteis de informação. Para os utilizar devidamente é preciso desenvolver metodologias estatísticas e analíticas específicas e inovadoras. Este módulo visa ilustrar os usos, os limites e as potencialidades de diferentes conjuntos e tipos de dados, explorando em particular as potencialidades destes tipos de dados móveis, ilustrando o projeto SAFARI Njema como um estudo de caso.

MÓDULO 3_Big data e desafios para o desenho de políticas relevantes.
Os big data oferecem novas oportunidades para a formulação e o planeamento de políticas urbanas. Eles abrem possibilidades de gerar conhecimentos complexos sobre o funcionamento das cidades, que diferem das anáºlises urbanas tradicionais, tanto em termos quantitativos e qualitativos (de complexidade). Isso pode modificar consistentemente a forma em como planeamos (introduzindo, por exemplo, a planificação em tempo real em vez de estratégias de longo prazo) bem como a forma como estudamos e “lemos” a cidade. O módulo irá apresentar aos participantes as questões mais interessantes levantadas pela literatura e ilustrar em particular como o processo de design de análise tradicional pode ser fortemente melhorado pela integração dos big data.

MÓDULO 4_Visualização de dados e webdesign.
Visualizar dados após uma específia análise é uma tarefa crucial, a fim de desenvolver uma abordagem interpretativa sobretudo quando se trata de grandes conjuntos de dados. Como visualizar os dados para torná-los acessíveis aos policy makers, mas também aos cidadãos? O módulo irá apresentar aos participantes as questões mais interessantes levantadas pela literatura e irá ilustrar, em particular, novas abordagens para a visualização de dados no contexto dos processos de concepção de políticas.

logo politécnico e logo projecto safari

Foi disponibilizada uma grande quantidade de informação através das apresentações ao longo de cada um dos módulos. A coordenadora do curso, Anna Mazzolini, vai disponibilizar a informação em referência depois de enviar um email solicitando: anna.mazzolini[arroba]gmail.com.