Seminário online: Impactos e desafios na implementação das medidas para a prevenção do Covid-19 no sector do transporte

A crise do Coronavírus está a provocar uma nova crise no sector dos transportes urbanos de passageiros na Área Metropolitana de Maputo.

Após ao primeiro caso de Covid-19 no país, em Março, uma série de medidas vêm sendo adoptadas para prevenir e reduzir as possibilidades de contágio. Considerando o sector dos transportes (autocarros, minibus, paragens e terminais) como locais de elevado risco de propagação do coronavírus, o governo foi adoptando uma série de medidas para reduzir a possibilidade de contágio, como por exemplo: obrigatoriedade de distanciamento físico entre os passageiros nas paragens e terminais; higienização constante dos autocarros de passageiros; obrigatoriedade por parte dos operadores de limitar a lotação dos veículos; uso obrigatório de máscaras pelos transportadores e passageiros, entre outras.

Algumas das medidas, especialmente, relativa à redução da lotação tem evidenciado a fragilidade financeira dos operadores e do sistema em geral com negativas consequências para a qualidade de viagem dos passageiros.

Depois de mais de 60 dias em estado de emergência…

Que repercussões tem tido as medidas adoptadas para o sector de transporte para os passageiros e operadores?

Que desafios e oportunidades este contexto proporciona para melhorar o sector dos transportes durante e depois da crise do coronavírus?

Oradores:

1. Joäo Feijó – Observatório do Meio Rural, pesquisador

2. Peter Coughlin – EconPolicy Research Group, Lda, pesquisador

3. Simão Sancho – Representante de Fematro e operador de autocarro

4. Operador de semi-colectivo(Chapa)

5. José Aurélio Bila – Radio Maxaquene, jornalista

6. Prof. Matos – Agência Metropolitana de Transporte, PCA

Moderadores: Géssica Macamo e Joaquín Romero